quinta-feira, 21 de junho de 2012

Poema: O Pássaro Azul - por Sónia M

Pássaro Azul - de Alice Mantellatto*

O Pássaro Azul
 
Acordei com um sorriso nos lábios.
Da janela do meu quarto, um pássaro azul,
empreendia o seu voo em direção ao sol.
Voltei a sorrir, quando me dei conta
que ainda levava doçura no bico.
A mesma doçura, que ainda me escorria dos lábios mornos.
A mesma que usou para tocar a minha pele,
de dentro para fora... enquanto dormia.
Restava agora,
o fogo estranho que me ardia no peito,
pela nítida lembrança, de me chamar "sua", a noite toda.
Como se me possuísse, muito antes da existência...
... para além da vida...
e muito depois de qualquer morte!
Esta noite...
volto a deixar a janela aberta...
Sónia M
Poema oferecido pela autora ao Alpendre da Lua.
Ilustração do Alpendre da Lua.

Também publicado no blogue Sussurros.