domingo, 1 de julho de 2012

Anotação do Tempo:Dissertação sobre o poema (im)perfeito…


Dissertação sobre o poema (im)perfeito…

Hoje, os deuses do Olimpo, estremunhados,
acordaram em sobressalto. Descobriram
um ponto de luz  intensa, a aparecer na Terra,
em todo o seu esplendor.
Eras tu, no momento em que, pela primeira vez,
te chamei “amor”, ao escrever aquele poema
que se entranhou na tua pele.
 (de dentro para fora, disseste).
Foi o poema im(perfeito),
com as palavras a obedecerem à vontade do poeta
e eu quero que ele  seja entendido na plenitude infinita
do teu sentir, deste primeiro deslumbramento
do  fulgor do instante (Ik hou van je).

Alexandre de Castro

Lisboa, Junho de 2012

Sem comentários: