domingo, 1 de julho de 2012

Anotação do Tempo:Dissertação sobre o poema (im)perfeito…


Dissertação sobre o poema (im)perfeito…

Hoje, os deuses do Olimpo, estremunhados,
acordaram em sobressalto. Descobriram
um ponto de luz  intensa, a aparecer na Terra,
em todo o seu esplendor.
Eras tu, no momento em que, pela primeira vez,
te chamei “amor”, ao escrever aquele poema
que se entranhou na tua pele.
 (de dentro para fora, disseste).
Foi o poema im(perfeito),
com as palavras a obedecerem à vontade do poeta
e eu quero que ele  seja entendido na plenitude infinita
do teu sentir, deste primeiro deslumbramento
do  fulgor do instante (Ik hou van je).

Alexandre de Castro

Lisboa, Junho de 2012