domingo, 11 de julho de 2010

Um Poema ao Acaso: Berços

Berços…

Nascer do ventre da mãe
esse lugar
onde exactamente nunca seremos.
De dentro de nós
seria talvez mais certo
se a vida não fosse o medo
de morrer na semente
antes de todas as primaveras.
Quem me ensinasse a coragem da luz.
Maria José Meireles

Sem comentários: